Eclipse Anelar de 26 de Fevereiro de 2017

Hoje, por volta das 10:50, tirei uma foto do que deveria ser um Eclipse Anelar. 😉 Acredito que, de onde eu estava, o anel não seria visível. Mas, de qualquer jeito, ainda assim ficou uma foto bacana:

Eclipse Anelar de 26 de fevereiro de 2017

Quem for ser aventurar a fazer uma dessas, tome as precauções devidas, tanto para seus olhos quanto para seu equipamento. No meu caso, antes de apontar a lente para o sol, eu coloquei o ISO no mínimo, a menor abertura possível e o tempo mais rápido que minha câmera era capaz de fazer. Além disso, havia um filtro polarizador na lente (que “come” +/- 1 ponto de exposição) e, também, fiquei segurando uma chapa de radiografia na frente. Aí, fui aumentando o tempo de exposição até que a imagem foi se formando no “Live View“. Ah, claro que a câmera estava num tripé! 🙂

Se você gostou deste post, curta e compartilhe! 😉 Um grande abraço e até breve!

Autor: Ramon Chiara

Sou Bacharel em Ciências da Computação pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC-USP) e Mestre em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela mesma instituição. Já atuei como Desenvolvedor, Líder de Equipe e Sócio em empresas do Pólo Tecnológico de São Carlos e em São Paulo. Em 2002, fui co-autor do livro "Aprendendo Java 2". Atualmente, sou Analista de Sistemas no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, desenvolvendo sistemas Web em Java e, ultimamente, atuando na área de Segurança da Informação; e, Professor Universitário no Centro Universitário Senac, lecionando disciplinas ligadas à programação. Tenho, na Fotografia e no Aikido, um pouco de intuição nesse meu mar cartesiano. Mais recentemente, me formei em Professional & Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) e esse mar, agora, virou um oceano de possibilidades a serem desvendadas!

Deixe uma resposta