11ª Aula de Fotografia

Tema Fotográfico

A professora dedicou essa aula ao assunto “Tema” (por que o fotógrafo faz do jeito que faz), nos instigando aos seguintes tópicos:

  • O olhar de dentro;
  • Intimidade com o assunto;
  • Simples vs. Sensacional.

Debatendo os tópicos, vimos que eles convergem para a seguinte conclusão: não há necessidade de buscar o tema no mundo externo ao do nosso cotidiano. Ele está sempre mais perto do que esperamos, ou seja, não é necessário ir para Ásia para fazer um ensaio legal.

De quebra, saiu um debate caloroso sobre Sebastião Salgado e “Beleza Estética vs Intimidade com o Assunto”. Foi comentada a entrevista dele no Roda Viva onde também estava a jornalista e crítica de fotografia Simonetta Persichetti. Por conta de um texto que havia lido um tempo atrás, eu acabei levantando a bola sobre Ansel Adams (até que ponto Adams conseguiu usar a técnica enquanto método criativo ou tornou-se um escravo do seu preciosismo técnico) e alguns aspectos sobre ele ficaram mais claros para mim.

A partir da conclusão, a professora nos mostrou alguns ensaios:

  • Caixa de Sapato (Cia de Foto) – ensaio extremamente íntimo; conseguiram unir fotografia autoral e publicidade.
  • Face of Our Time (August Sander) – de família simples, com a ajuda do tio começou a fazer foto comercial, mas tinha necessidade de entrar em contato com a classe operária; no entanto, escondia essas fotos por conta do nazismo (“O seu livro Face of our Time foi apoderado em 1936 pelos nazistas e as placas foram destruídas“).
  • A João Guimarães Rosa (Maureen Bisilliat) – inglesa, mas mora no Brasil há muito tempo; une fotografia e literatura.
  • Cuide de Você (Sophie Calle) – se vale de experiências de sua vida pessoal para a criação de seus trabalhos. No caso da mostra Cuide de Você, tudo gira em torno da carta que ela recebeu de seu namorado na qual ele rompia o romance.
  • The Ballad of Sexual Dependency (Nan Goldin) – retrato cru sobre a época “Sexo, Drogas and Rock’n’Roll”; a partir daí, estudou fotografia; fez muito auto-retrato.
  • Instante Decisivo (Henri Cartie-Bresson) – após a 2ª Guerra Mundial, com a melhoria tecnológica, virou moda os fotógrafos de guerras fotografarem o cotidiano das cidades; nasce a fotografia não posada, a fotografia humanista (não só o Bresson, mas Robert DoisneauElliott ErwittRobert Capa entre outros); o Instante Decisivo – dois tempos em uma única foto: ainda e .
  • Contando Histórias (Duane Michals) – sequência de imagens que contam uma história.

É… Construção de repertório!

Essa foi a aula de hoje e não saímos dela sem sermos relembrados dos trabalhos que temos que entregar na próxima aula 🙂 e comentar sobre alguns dos fotógrafos escolhidos como referência:


Outros comentários feitos na aula:

Fotografia Autoral

Livros do Ansel Adams

Maio – Mês da Fotografia

 

Autor: Ramon Chiara

Sou Bacharel em Ciências da Computação pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC-USP) e Mestre em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela mesma instituição. Já atuei como Desenvolvedor, Líder de Equipe e Sócio em empresas do Pólo Tecnológico de São Carlos e em São Paulo. Em 2002, fui co-autor do livro "Aprendendo Java 2". Atualmente, sou Analista de Sistemas no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, desenvolvendo sistemas Web em Java e, ultimamente, atuando na área de Segurança da Informação; e, Professor Universitário no Centro Universitário Senac, lecionando disciplinas ligadas à programação. Tenho, na Fotografia e no Aikido, um pouco de intuição nesse meu mar cartesiano. Mais recentemente, me formei em Professional & Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) e esse mar, agora, virou um oceano de possibilidades a serem desvendadas!

Deixe uma resposta